ACESSIBILIDADE:
Acessibilidade: Aumentar Fonte Acessibilidade: Retornar Fonte ao Tamanho Original Acessibilidade: Diminuir Fonte
Ícone do YouTube Ícone do Facebook Ícone do Instagram Ícone do Twitter Ícone do Tik Tok
Ícone Sanduíche para Navegação
Logotipo do Projeto Cartografias de Boas Práticas da Rede Navegue pelo mapa e conheça as diferentes ações escritas e promovidas por profissionais de toda a nossa Rede.
Logo Cartografias
Boas Práticas
Educação das Relações Étnico-Raciais | Anos Finais
Semana da Diversidade na Escola Celestino da Silva
Informações
Relato
Resultados Observados
TEMÁTICA SELECIONADA
  • Práticas de educação das relações étnico-raciais
UNIDADE DE ENSINO
EM Celestino da Silva - 1ª CRE
Rua do Lavradio 56 - Centro
AUTOR(ES)
Carlus Augustus Jourand Correia, Alice Cardoso Pereira e Gabriella da Silva Rêgo

Carlus Augustus Jourand Correia é graduado em História e mestre e doutor em Educação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Atua, no âmbito da SME-Rio, como coordenador pedagógico na E.M. Celestino da Silva (2ª CRE) e como professor de História no âmbito da Secretaria Estadual de Educação do Estado do Rio de Janeiro (Seeduc-RJ). Também é pesquisador no Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Esporte e Sociedade (Nepess/UFF), no Laboratório de Pesquisas em Educação do Corpo (Labec/UFRJ) e no Laboratório de Estudos em Mídia e Esporte (Leme/Uerj).

Alice Pereira Cardoso é licenciada em Letras (Português/Italiano) pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj) e pós-graduada em Administração e Supervisão Escolar pela Universidade Cândido Mendes (Ucam) com formação em Gestão Escolar por curso oferecido pela Prefeitura do Rio. É servidora da SME-Rio desde 1986. Atuou como professora regente do primeiro e segundo segmentos, coordenadora de cieps, agente de pessoal, professora regente de Sala de Leitura, coordenadora pedagógica, diretora-adjunta e diretora-geral. Integrante do Lions Clube do Rio de Janeiro/Mater, dedica-se a atividades para pessoas em vulnerabilidade social.

Gabriella da Silva Rêgo é professora, pedagoga com licenciatura em Supervisão e Administração Escolar e especialização em Alfabetização. É psicanalista em formação.
CARGO/FUNÇÃO DO AUTOR
Coordenador Pedagógico; Direção Geral e Direção adjunta respectivamente.
ANOS/GRUPAMENTOS ENVOLVIDOS
6º ano ao 9ºano
Projeto Carioca I e Travessia
OBJETIVOS

  • Propor a vivência de valores inclusivos através de propostas coletivas que estabeleçam o diálogo entre a comunidade escolar e profissionais de núcleos de estudos, institutos e movimentos sociais. O intuito da ação foi acolher e incluir alunos em situação vulnerável perante o grupo, refletir sobre a diversidade em sala de aula, combater qualquer forma de discriminação e preconceito, bem como aproximar pesquisadores e debates atuais da comunidade escolar e dos alunos.

ANOS DE ESCOLARIDADE
6º ano , 7º ano , 8º ano , 9º ano , Carioca I e Travessia
HABILIDADES
6º ano - História - Compreender o conceito de cidadania e dos direitos humanos como conquistas históricas construídas socialmente, buscando aproximar esses temas com exemplos da realidade cotidiana do estado do Rio de Janeiro.
7º ano - Geografia - Conhecer a formação da sociedade e do território brasileiro, percebendo e valorizando suas diversidades étnico-culturais e patrimoniais ao destacar o papel dos povos indígenas e africanos.
Carioca II - História - Discutir o conceito de Direitos Humanos relacionando-os aos debates sobre sua importância para grupos em vulnerabilidade social, buscando identificar possíveis violações dos direitos humanos no cotidiano do nosso país.
PERÍODO DE REALIZAÇÃO
Junho/2022 até Junho/2022
PÁGINA(S) DA PRÁTICA/PROJETO NA INTERNET

A Semana da Diversidade na Celestino da Silva teve como público-alvo os alunos da escola. O objetivo do projeto foi debater e dar visibilidade a assuntos relevantes na nossa sociedade como combate ao preconceito, respeito à diversidade e direitos humanos. Por isso, convidamos núcleos de pesquisa, movimentos sociais e personalidades da TV para debater três eixos: relações étnico-raciais, direitos humanos e questões de gênero.

A metodologia utilizada foi ativa com a promoção de palestras, debates, rodas de poesia e oficinas de leitura/redação sobre os temas abordados. O objetivo foi estimular competências e habilidades inseridas na BNCC, mas extrapolando as estruturas convencionais da sala de aula e da aula expositiva. Enfim, associar a noção de cidadania à conquista de direitos dos povos e das sociedades, compreendendo-o como conquista histórica e também associar a noção de cidadania aos princípios de respeito à diversidade, à pluralidade e aos direitos humanos.

O impacto das propostas da Semana da Diversidade nas atitudes dos alunos foi positivo. Muitos deles se interessaram pelo tema e passaram a denunciar situações de racismo ocorridas consigo no dia a dia. Os alunos também se interessaram por debater mais os temas. Como resultado do projeto, alguns deles resolveram criar um mural intitulado SOS Palavras para trocar experiências e desafios cotidianos.
Registros
Envie sua mensagem
E aí, professor(a)?

Gostou dessa ação, tem alguma sugestão ou quer tirar alguma dúvida com este(a) professor(a)? Mande uma mensagem para ele(a) aqui. As Cartografias também consistem neste espaço de trocas e compartilhamentos do que se produz na Rede Municipal de Educação carioca.