ACESSIBILIDADE:
Acessibilidade: Aumentar Fonte Acessibilidade: Retornar Fonte ao Tamanho Original Acessibilidade: Diminuir Fonte
Ícone do YouTube Ícone do Facebook Ícone do Instagram Ícone do Twitter Ícone do Tik Tok
Ícone Sanduíche para Navegação
Logotipo do Projeto Cartografias de Boas Práticas da Rede Navegue pelo mapa e conheça as diferentes ações escritas e promovidas por profissionais de toda a nossa Rede.
Boas Práticas
Educação de Jovens e Adultos
XII Fórum das Trabalhadoras e Trabalhadores do Centro Municipal de Referência de Educação de Jovens e Adultos (CREJA)
Informações
Sequência Didática
Resultados Observados
UNIDADE DE ENSINO
Creja - Centro Municipal de Referência de Educação de Jovens E Adultos - CREJA
Rua da Conceição 74/76-a - Centro
UNIDADE ESCOLAR VOCACIONADA
Unidade não vocacionada
AUTOR(ES)
Luciana Pucu Wollmann do Amaral; Priscila de Andrade de Oliveira Leal; Raffaela Araujo D' Angelo.
Luciana Pucu Wollmann do Amaral é professora de História da rede municipal do Rio de Janeiro e de Niterói. Possui mestrado em História Social do Território (FFP/UERJ) e doutorado em História Política e Bens Culturais (FGV). Atualmente, atua como professora da Equipe de Educação Continuada e Mundo do Trabalho do Centro Municipal de Referência de Educação de Jovens e Adultos (CREJA).

Priscila de Andrade de Oliveira Leal é professora da rede municipal do Rio de Janeiro. Atua nos anos iniciais e nos anos finais (História). Possui pós-graduação em História do Brasil (UCAM) e em Educação de Jovens e Adultos (UFRJ). Atualmente exerce o cargo de Diretora Adjunta no CREJA.

Raffaela Araujo D'Angelo é professora de Ciências da rede municipal do Rio de Janeiro e de Nova Iguaçu. Possui pós-graduação em Gestão e Planejamento Ambiental (UNESA), mestrado e doutorado em Geociências (UFF/ Universidade de Bordeaux/ PDSE). No CREJA, atua como professora regente de Ciências.
CARGO/FUNÇÃO DO AUTOR
Luciana Wollmann: Professora I (História); Priscila Leal: Professora I (História) e Professora II; Raffaela D'Angelo: Professora I(Ciências).
COMPONENTE CURRICULAR
CIÊNCIAS / Definir como o corpo humano percebe e interage com o mundo ao seu redor.
CIÊNCIAS / Entender que a vida de todos os seres vivos é o maior bem sustentável.
CIÊNCIAS / Perceber-se enquanto parte integrante do ambiente, afetando e sendo afetado por ele.
CIÊNCIAS / Reconhecer a saúde individual e coletiva em suas dimensões física, mental, social e ambiental, como um bem e direito do cidadão.
EDUCAÇÃO FÍSICA / Conhecer, valorizar, respeitar e desfrutar da pluralidade de manifestações da cultura corporal.
EDUCAÇÃO FÍSICA / Desenvolver a integração e a inserção de todos os alunos nas práticas corporais adotando atitudes de respeito mútuo, dignidade e solidariedade.
EDUCAÇÃO FÍSICA / Desenvolver a integração e a inserção de todos os alunos nas práticas corporais adotando atitudes de respeito mútuo, dignidade e solidariedade.
EDUCAÇÃO FÍSICA / Identificar as diferentes formas de usufruir seu tempo de lazer.
HISTÓRIA/GEOGRAFIA / Conhecer os processos de formação políticos, econômicos e sociais.
HISTÓRIA/GEOGRAFIA / Construir conceitos fundamentais para o entendimento dos processos históricos e geográficos, ampliando as leituras de mundo, contribuindo para a formação de cidadãos.
HISTÓRIA/GEOGRAFIA / Reconhecer e valorizar a multiplicidade das matrizes que constituem a identidade do povo brasileiro.
HISTÓRIA/GEOGRAFIA / Reconhecer-se como sujeito de sua história e como participante dos diferentes grupos sociais que constroem a história da sociedade.
LÍNGUA PORTUGUESA / Compreender os diferentes discursos orais e escritos em diversas variantes e registros da Língua Portuguesa.
LÍNGUA PORTUGUESA / Desenvolver a oralidade a partir de situações significativas de comunicação verbal e não-verbal.
LÍNGUA PORTUGUESA / Reconhecer e valorizar a linguagem de seu grupo social e as diferentes variedades da língua portuguesa, identificando possíveis preconceitos linguísticos.
LÍNGUA PORTUGUESA / Valorizar a leitura como forma de conhecimento e proficiência.
LÍNGUAGENS ARTÍSTICAS / Apresentar a LE em seus contextos histórico, geográfico e cultural.
LÍNGUAGENS ARTÍSTICAS / Trabalhar a conscientização de como o lixo pode ser transformado em arte, gerando trabalho e diminuindo os impactos ambientais.
MATEMÁTICA / Compreender a função social do número.
MATEMÁTICA / Compreender o surgimento das representações do número no contexto histórico da humanidade, assim como sua importância no processo de transformação da sociedade.
MATEMÁTICA / Compreender o surgimento das representações do número no contexto histórico da humanidade, assim como sua importância no processo de transformação da sociedade.
MATEMÁTICA / Construir o conceito de medir como comparação de grandezas de mesma natureza.
PERÍODO DE REALIZAÇÃO
Abril/2022 até Abril/2022
Objetivos das Orientações Curriculares da EJA

Reconhecer-se como sujeito de sua história e como participante dos diferentes grupos sociais que constroem a história da sociedade.

Despertar o interesse para pensar cientificamente o mundo por meio de pesquisas, observações, debates e elaboração de hipóteses.

Refletir sobre a cidadania como processo de participação do indivíduo na sociedade em que vive.

Compreender que a saúde é um bem individual e coletivo e, portanto, é de responsabilidade de cada um, da sociedade e do Estado.

Reconhecer-se como elemento integrante do ambiente, adotando hábitos saudáveis relacionando-os com os efeitos sobre a própria saúde e melhoria da saúde coletiva.

Compreender como relações de poder e dominação são construídas socialmente, indicando um determinado modelo de desenvolvimento socioespacial .

Desenvolver os processos de escrita, revisão, análise e reescrita do próprio texto, observando adequação ao (à) leitor(a) os objetivos propostos e os recursos linguísticos.

Analisar criticamente os diferentes discursos, inclusive o próprio, desenvolvendo a capacidade de avaliação de textos.

Avaliar como o desenvolvimento tecnológico influencia nas relações de trabalho, na construção cultural, no ambiente e no cotidiano individual e coletivo das pessoas.

Conscientizar o aluno que ele deve ser um agente transformador do meio em que vive.

Conhecer a geografia e a história da cidade do Rio de Janeiro e seu entorno, sobre o processo de evolução e ocupação urbana, a fim de fortalecer a identidade dos alunos como cidadão.

O XII Fórum das trabalhadoras e trabalhadores do CREJA ocorreu nos dias 26, 27 e 28 de abril de 2022, com a realização de diferentes atividades entre o horário de abertura da escola, às 7:30h, até seu horário de fechamento, às 22h.

Atividades do Fórum :

Diálogo 1: "Saúde das trabalhadoras e trabalhadores". 07:30 às 9:30h/ Professor: Osvaldo Carmo /Auditório do CREJA ;

Diálogo 2: "Classe trabalhadora e o direito a alimentação". 09:45 às 11:45h e 17:45 às 19:45, Convidada(o): Luana Carvalho A. Leite e Pedro Valença Reis - Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST)/Auditório do CREJA;

Espaço literário, Exposição: "O 1º de maio" e o Sarau 14:00 às 17:30h/Professoras: Márcia Cazer, Valéria Poubell, Ana Cristina e Luciana Pucu Wollmann/Espaço literário e a área externa, em frente a fachada do CREJA;

Performance artística e apresentação indígena: "O 1° de maio" e "Canto indígena"/17:45 às 18:00 e 19:45 às 20:00h /Convidado: Carlos Maia (ator)/Fachada e auditório do CREJA;

Oficina: "Teatro do Oprimido"/ 20:00 às 22:00/ Convidado: Antônio Terra (ator)/Auditório do CREJA;

Cine debate: "Vidas entregues: o cotidiano e as mobilizações dos entregadores de aplicativos"/ 07:30 às 9:30h, 9:45 às 11:45h, 17:45 às 19:45h e 20:00 às 22:00/ Convidada(os): Maria Eldane e Lucas Gomes (entregadores ciclistas e membros fundadores do "despatronados" - cooperativa de entregadores); Renato Prata Biar (historiador e cineasta)/ Auditório do CREJA;

Oficina: "Divisão sexual do trabalho"/ 07:30 às 09:30 /Professoras: Aline Paixão e Mariana Souza/Auditório do CREJA;

Aula passeio (1ª sessão): "Lugares da memória do trabalho no Centro do Rio de Janeiro"09:45 às 11:45/ Coordenação: Professor Vítor José da Rocha Monteiro

Aula passeio (2ª sessão): "Lugares da memória do trabalho no Centro do Rio de Janeiro"/17:45 às 19:45 Coordenação: Professor Rodrigo Bastos Santiago

Encerramento musical: "Samba das trabalhadoras e dos trabalhares

As atividades que compuseram o XII Fórum das trabalhadoras e trabalhadores do CREJA foram capazes de dialogar com as/os estudantes, professoras e professores participantes das mesmas. As diferentes falas trazidas tanto pelas professoras e professores do CREJA, como pelas/os convidadas/os externas/os constituíram um debate de alta qualidade sobre o cotidiano das trabalhadoras e trabalhadores brasileiros, ressaltando, ainda, a importância das lutas desta classe pela garantia de direitos já vigentes e pela conquistas de novos.

A precarização das relações de trabalho que já circunda o dia-a-dia das/os nossas/os estudantes foi explorado, principalmente dentro da conversa com as/os profissionais que trabalham com os aplicativos de entregas, dentre outros.

A partir das falas das/os educadoras/es ao longo do evento, observa-se a necessidade e a relevância desses momentos tanto para a formação das/os estudantes, como das/os docentes.

Registros
IMAGENS
A luta dos povos indígenas”. Ricardo e Aline Tupinambá
Roda de conversas: "Saúde das trabalhadoras e trabalhadores“. Professor: Osvaldo Carmo
"Lugares da memória do trabalho no Centro do Rio de Janeiro" Coordenação: Professor Rodrigo Bastos Santiago
Oficina: "Teatro do Oprimido“. Convidado: Antônio Terra (ator)
PDFs
Envie sua mensagem
E aí, professor(a)?

Gostou dessa ação, tem alguma sugestão ou quer tirar alguma dúvida com este(a) professor(a)? Mande uma mensagem para ele(a) aqui. As Cartografias também consistem neste espaço de trocas e compartilhamentos do que se produz na Rede Municipal de Educação carioca.