ACESSIBILIDADE:
Acessibilidade: Aumentar Fonte Acessibilidade: Retornar Fonte ao Tamanho Original Acessibilidade: Diminuir Fonte
Ícone do YouTube Ícone do Facebook Ícone do Instagram Ícone do Twitter Ícone do Tik Tok
Ícone Sanduíche para Navegação
Logotipo do Projeto Cartografias de Boas Práticas da Rede Navegue pelo mapa e conheça as diferentes ações escritas e promovidas por profissionais de toda a nossa Rede.
Boas Práticas
Educação Especial na Perspectiva Inclusiva
Projeto "Defesa Civil nas Escolas - Orientações adaptadas para a Educação Especial"
Informações
Relato
Resultados Observados
UNIDADE DE ENSINO
EM Equador - 2ª CRE
Boulevard Vinte E Oito de Setembro 353 - Vila Isabel
AUTOR(ES)
Bruna Paesler, Monique Portela Bastos, Vera Lúcia Trombetta e Daniele Rampazio
Monique Portela Bastos, professora regente da sala de recursos há 11 anos , psicopedagoga , neuropsicopedagoga e terapeuta ABA.

Bruna Paesler, formada em língua portuguesa, pós-graduada em alfabetização e regente de turma há 15 anos.

Vera Lúcia Trombetta, formada em língua portuguesa e regente da classe especial há mais de 15 anos.

Danielle Rampazio, formada em História e regente de turma há mais de 15 anos.

Todas comprometidas com a importância da inclusão das pessoas com deficiências no contexto escolar, que é o caminho para a construção de uma sociedade que respeite as diferenças e valorize o ser humano na sua essência.
CARGO/FUNÇÃO DO AUTOR
Professora da sala de recursos- AEE, Professora regente anos iniciais e professoras da classe especial
ANOS/GRUPAMENTOS ENVOLVIDOS
5º ano
CE-DI
CLASSES HOSPITALARES
Ensino Fundamental I na Rede
OBJETIVOS

O intuito maior do projeto foi estabelecer a interação dos alunos do quinto ano com o público alvo da educação especial, desmitificando a ideia de que o aluno da classe especial, ou seja, os alunos incluídos na escola Equador, não consegue entender o mundo a sua volta.

Por meio das orientações da defesa civil, assunto que permeia a vida social da maioria dos nossos alunos quando estiverem em risco com incêndios, chuvas fortes e deslizamentos de terra, etc. trabalhamos várias habilidades com os nossos alunos do quinto ano e da educação especial tendo como foco principal trabalhar o respeito as diferenças e a diversidade humana.

HABILIDADES
5º ano - Anos Iniciais - Apresentar-se, dirigindo-se com gentileza e respeito a seu(s) interlocutor(es), com a necessária desenvoltura articulatória na fala, fazendo uso, se necessário, dos gestos como recurso expressivo.
5º ano - Anos Iniciais - Participar de situações de interação oral com desenvoltura e autonomia.
5º ano - Anos Iniciais - Rejeitar qualquer atitude discriminatória a modos de falar, atuando de forma colaborativa em conversas.
5º ano - Ciências - Identificar a importância da cobertura vegetal para manutenção do ciclo da água.
5º ano - Geografia - Elaborar representações espaciais capazes de apontar as principais questões ambientais do seu bairro.
5º ano - Geografia - Identificar os principais elementos naturais do município do Rio de Janeiro, reconhecendo seus principais problemas ambientais.
5º ano - História - Compreender o conceito de cidadania e dos direitos humanos como conquistas históricas construídas socialmente, buscando aproximar esses temas com exemplos da realidade cotidiana do estado do rio de janeiro.
PERÍODO DE REALIZAÇÃO
Janeiro/2022 até Novembro/2022

1- ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO:

As turmas do quinto ano do Primeiro Segmento do Ensino Fundamental da Escola Municipal Equador terão aulas acerca dos protocolos de segurança em casos de incêndios e deslizamentos de terra ocasionados por condições climáticas, que serão ministradas pela professora regente das turmas citadas.

Após as explicações, serão propostas atividades em que os alunos deverão produzir um pequeno texto explicativo com uma ilustração sobre o conteúdo abordado e apresentar à própria turma. A professora organizará um pequeno vídeo sobre o assunto, adaptado para os alunos da Classe Especial.

Em seguida, as crianças devem dividir-se em grupos de quatro a seis componentes e criar um jogo educativo sobre o assunto apresentado, que será destinado à turma de Educação Especial.

Opções de Conclusão:

1ª - Após cada grupo confeccionar o seu jogo, será feito um “jogão” coletivo, aproveitando todas as ideias trabalhadas. Somente um grupo irá apresentar a explicação e o vídeo para a Classe Especial.

2ª – Todos os jogos serão apresentados aos alunos da Classe Especial.

A articulação com o projeto político- pedagógico da unidade se faz presente na abordagem do respeito a diversidade humana.

Com uma dinâmica adaptada e com explicações diretas e objetivas conseguimos trabalhar o tema de maneira mais concreta possível. E utilizamos como avaliação final o jogo dos sete erros e o jogo da memória para verificar se o assunto tratado foi compreendido por nossos alunos incluídos. E percebemos que os nossos alunos "neurotípicos" se surpreenderam com o resultado e também superaram suas deficiências: como falar em público; ter mais paciência e mais calma para falar e explicar e entenderam que todos temos que superar alguma "deficiência" em algum momento da nossa vida. O projeto resultou num processo de grande respeito as diferenças e as individualidades de cada um de nós, e que juntos construímos a sociedade que vivemos.
Registros
IMAGENS
PDFs
Envie sua mensagem
E aí, professor(a)?

Gostou dessa ação, tem alguma sugestão ou quer tirar alguma dúvida com este(a) professor(a)? Mande uma mensagem para ele(a) aqui. As Cartografias também consistem neste espaço de trocas e compartilhamentos do que se produz na Rede Municipal de Educação carioca.