ACESSIBILIDADE:
Acessibilidade: Aumentar Fonte Acessibilidade: Retornar Fonte ao Tamanho Original Acessibilidade: Diminuir Fonte
Ícone do YouTube Ícone do Facebook Ícone do Instagram Ícone do Twitter Ícone do Tik Tok
Ícone Sanduíche para Navegação
Logotipo do Projeto Cartografias de Boas Práticas da Rede Navegue pelo mapa e conheça as diferentes ações escritas e promovidas por profissionais de toda a nossa Rede.
Boas Práticas
Educação de Jovens e Adultos
Hortar e educar
Informações
Sequência Didática
Resultados Observados
UNIDADE DE ENSINO
CIEP Armindo Marcílio Doutel de Andrade - 9ª CRE
Rua Flávio Fraga S/nº - Campo Grande
AUTOR(ES)
Rafaela Corrêa Ribeiro; Pedro Jerônimo Rodrigues Baptista; Thatyana Guimarães de Sant'Anna e Silva Farias; Alessandra Maria Nogueira Saavedra Belieniz; Lucio Teixeira; Thaís Sousa da Fraga
Rafaela Corrêa Ribeiro, Pedagoga, Mestranda em Ensino de Ciências pelo IFRJ- Nilópolis. Professora dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental, atua como docente do PEJA I bloco 2;

Pedro Jerônimo Rodrigues Baptista, Biólogo, Pedagogo, Diretor e professor de Ciências no PEJA 2 da 09.18.510, Condecorado com a medalha Pedro Ernesto pela Câmara dos Vereadores;

Thatyana Guimarães Farias, Pedagoga, Psicopedagoga, Professora dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental;

Alessandra Maria N. Saavedra Belieniz, Licenciada em Ciências Agrícolas pela UFRRJ e em Ciências Biológicas pela UFRJ, Especialista em Educação Ambiental, Professora dos Anos Iniciais do Ensino Fundamental;

Lucio Teixeira, Licenciado em Ciências Agrícolas pela UFRRJ, Especialista em Didática do Ensino Superior, UFRRJ e desde 1999 desenvolve hidroponia nas escolas da rede municipal;

Thaís Sousa da Fraga, Licenciada em Educação Artística, formada em Design atua como Professora do PEJA e dos anos iniciais do Ensino Fundamental
CARGO/FUNÇÃO DO AUTOR
Professora de Ensino Fundamental dos anos iniciais; Professor de Ciências, Professora de Ensino Fundamental dos anos iniciais; Professora de Ensino Fundamental dos anos iniciais; Professor de Técnicas
EJA/Bloco
EJA I Bloco 1 , EJA I Bloco 2 , EJA II Bloco 1 e EJA II Bloco 2
COMPONENTE CURRICULAR
CIÊNCIAS / Definir como o corpo humano percebe e interage com o mundo ao seu redor.
CIÊNCIAS / Despertar o interesse para pensar cientificamente o mundo por meio de pesquisas, observações, debates e elaboração de hipóteses.
CIÊNCIAS / Discutir a importância da água para a vida e para gerações futuras.
CIÊNCIAS / Entender a saúde como um estado de completo bem-estar físico, mental e social.
CIÊNCIAS / Entender que a vida de todos os seres vivos é o maior bem sustentável.
CIÊNCIAS / Estabelecer as diferenças, conexões e diálogos entre o conhecimento científico e o conhecimento popular.
CIÊNCIAS / Perceber-se enquanto parte integrante do ambiente, afetando e sendo afetado por ele.
CIÊNCIAS / Reconhecer a saúde individual e coletiva em suas dimensões física, mental, social e ambiental, como um bem e direito do cidadão.
HISTÓRIA/GEOGRAFIA / Refletir sobre os impactos socioambientais e sua relação com o crescimento das grandes metrópoles e do êxodo rural.
LÍNGUA PORTUGUESA / Desenvolver a oralidade a partir de situações significativas de comunicação verbal e não-verbal.
PERÍODO DE REALIZAÇÃO
Agosto/2022 até atualmente
Sensibilização/Contextualização para o tema
Por hábito, cultura familiar ou pela correria do dia a dia muitos alunos possuem uma alimentação inadequada as suas necessidades. O consumo excessivo de calorias e a diminuição do gasto energético fazem parte da cultura contemporânea. A alimentação e seus procedentes está diretamente relacionada ao desenvolvimento de doenças como obesidade, colesterol alto, hipertensão arterial, diabetes tipo 2, entre outros. Sendo assim, transtornos alimentares são problemas de saúde pública, logo a escola precisa desenvolver um planejamento que aborde esse tema, que faz parte do currículo de diversos anos de escolaridade ao longo do ano. Como muitos alunos da EJA bloco 1 e 2 têm experiências com Hortas resolvemos desenvolver um trabalho interdisciplinar que envolveu diversas disciplinas e os alunos do 2º ano e 5º ano dos anos iniciais do Ensino Fundamental do mesmo CIEP. Os alunos foram os protagonistas nesse processo, a EJA sentiu-se valorizada ao ter seu saber reconhecido nessa troca com seus pares.
Problematização

Nosso CIEP possui uma Horta Hidropônica, mas estava desabilitada por conta da pandemia, então os professores entenderam que poderiam reativar a hidroponia e trabalhar com a tecnologia na Horta e construir uma Horta Orgânica a fim de potencializar o aprendizado dos alunos partindo do conhecimento deles para ampliar seus aprendizados. Como algumas atividades da horta foram realizadas no contraturno, período da manhã, alguns alunos desse turno, sentiram vontade de participar das atividades agrícolas. Sabendo que essas ações estão integradas no currículo escolar resolvemos unir o PEJA I e II, o 2º ano e o 5º ano dos anos iniciais do ensino fundamental para juntos realizar práticas sustentáveis na Horta.

Por meio das práticas realizadas na Horta Escolar podemos contribuir significativamente para melhoria da alimentação, da qualidade de vida e favorecer a formação para a cidadania e a criticidade dos alunos?

Texto base
Para Freire (1983) e Vygosky (1996), o sujeito não obtém o conhecimento no silêncio, mas na ação-reflexiva com os outros e com o objeto do conhecimento. A Horta Escolar tem como foco principal integrar as diversas turmas envolvidas favorecendo a aprendizagem e gerando fonte de observação e pesquisa. Ela proporciona uma reflexão diária por parte dos atores envolvidos sobre alimentação saudável e segura, saúde e etc. O espaço favorece o desenvolvimento de ações pedagógicas interdisciplinares que atendem os Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável, em destaque o ODS2: Fome zero e agricultura Sustentável e o ODS4: Educação de qualidade. CARVALHO, F. T. A Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável da ONU e seus atores: o impacto do desenvolvimento sustentável nas relações internacionais. Revista Interdisciplinar de Sociologia e Direito. v. 21, n.3, p. 5-19, 2020. FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983. VYGOTSKY, L. A formação social da mente. RJ
Desenvolvimento

A hidroponia tem algumas características peculiares como o cultivo dentro da estufa para a proteção contra ataques de pragas e insetos, o gasto infinitamente inferior de água, é mais higiênica e produz todos os meses do ano sem agrotóxico. Na horta orgânica os alunos colocam a mão na terra, regam, protegeram as plantações das pragas, entre outras ações. Realizamos uma comparação entre ambas e perceberam suas potencialidades e dificuldades.

Os alunos participam ativamente de todas as etapas. Eles realizam o plantio das sementes, da manutenção, colheita, comeram as verduras e legumes na merenda e levaram para casa, produziram receitas, oficinas ,visitaram a feira agroecológica, assistiram documentários, debateram sobre consumo, agrotóxicos, agronegócio, conversaram com os pequenos produtores e participaram do Curso sobre Agenda 2030 e Eficiência energética da Light e tiveram seu trabalho premiado.

O projeto é uma iniciativa completa. É um recurso interdisciplinar que une teoria e prática de forma contextualizada, envolvendo a construção de conhecimentos sobre diferentes conteúdos , a mudança de hábitos e valores, a questão do aluno como protagonista do seu processo de ensino-aprendizagem, além de promover um pensamento crítico sobre a alimentação saudável e segura, preservação do meio ambiente, consumo, arte, educação ambiental crítica e um ensino de qualidade. Esse projeto permite que os alunos vivenciem o plantio e as etapas de desenvolvimento dos vegetais, estimulando assim a capacidade de observação e o registro científico.

O ponto máximo dos alunos além de desenvolverem diversas atividades ao longo do ano foi ter seu trabalho reconhecido e premiado.

Produto Final

*Reativação da Hidroponia;

*Logotipo;

*Construção da Horta Orgânica.

• Produção de alimentos saudáveis e seguros para a merenda escolar e suas respectivas famílias;

• Construção de conhecimentos acerca de diferentes temas, tais como: funcionamento de técnicas de cultivo de plantas sem o uso do solo (hidroponia); controle natural de pragas; alimentação saudável e segura; ciclo de vida dos seres vivos (vegetais); agenda 30 / ODS 2 (fome zero e agricultura sustentável), saúde, nutrição, agroecologica, agrotóxicos; importância dos recursos naturais; tecnologias na agricultura (benefícios e malefícios); arte, entre outros;

• Protagonismo adulto e infantojuvenil.

• Desenvolvimento das habilidades de leitura e escrita;

• Sensibilização ambiental;

• Mudança no comportamento dos alunos (mostraram-se cada vez mais interessados em comer alimentos saudáveis;

• Feedback superpositivo das famílias contempladas;

• Diminuição da evasão escolar do PEJA, comparando com o ano anterior;

Registros
IMAGENS
Início da Construção da Horta Orgânica e reativação da Hidroponia
VÍDEOS
PDFs
Envie sua mensagem
E aí, professor(a)?

Gostou dessa ação, tem alguma sugestão ou quer tirar alguma dúvida com este(a) professor(a)? Mande uma mensagem para ele(a) aqui. As Cartografias também consistem neste espaço de trocas e compartilhamentos do que se produz na Rede Municipal de Educação carioca.