Da série
Bairros Cariocas
03 Dezembro 2013
0
0
0
s2sdefault
 

Estacio-Largo

Diversos cantores da música popular brasileira vieram do Estácio e do Morro de São Carlos. O mais conhecido de todos é Luiz Melodia. Mas outras pessoas importantes também fizeram do “Largo do Estácio” a sua morada.

Segundo a história, quem primeiro se aventurou pelas bandas do bairro, quando ainda se chamava Mata-Porcos, foi o enviado extraordinário da Áustria, o Conde Von Eltz. Ele veio ao Brasil para acompanhar a arquiduquesa D. Leopoldina, futura esposa de D. Pedro I.

Outro nome que se destaca nessa lista é o de Thomas Ender, pintor austríaco que esteve no Brasil entre 1817-18, produzindo valiosas gravuras, que são um testemunho do país naquela época. Supõe-se que ele deve ter morado, pelo menos durante algum tempo, em Mata-Porcos, tendo como anfitrião o Conde Von Eltz.

Outra famosa que, durante algum tempo, se tornou uma local em Mata-Porcos foi Domitila de Castro e Canto Melo, ou Marquesa de Santos, amante de D. Estacio Ismael2Pedro I. Bem antes de ela se estabelecer em um palacete em São Cristóvão, próximo ao palácio da Quinta, habitou um sobrado por lá.

Já no século XX, alguns outros personagens bateram ponto no Estácio. Conhecido como celeiro de bambas, o bairro teve o privilégio das presenças de Ismael Silva, Moreira da Silva (Kid Moringueira), Angela Maria, Luiz Gonzaga Júnior (Gonzaguinha), Dominguinhos do Estácio e outros nomes, que nasceram ou fizeram do bairro a sua inspiração.

Até as escolas mais antigas, como Mangueira, Portela e Império, vinham, muitas vezes, desfilar no Largo do Estácio.

Voltar à matéria inicial.

Mídias Relacionadas
Bairros Cariocas
Mais da Série
Relacionados
Mais Recentes