12 Julho 2018
0
0
0
s2sdefault
 
ZB KAUAN
Kauan Martinez, aluno da E.M. Zélia Braune, no dia de sua posse no grêmio estudantil. Foto Alberto Jacob Filho, 2018, MultiRio

Dois alunos que brigaram por causa de um lápis conversam com a diretora, que tenta lhes explicar: tomar um objeto à força ou revidar com agressão não são atitudes adequadas. Esta cena, certamente, ganharia mais um personagem, se Kauan Martinez, do 8º ano da E.M. Zélia Braune (4ª CRE), no Jardim América, estivesse por perto. Ele não titubearia em pedir permissão para também falar e passar sua visão de conduta para os colegas.

Assim é Kauan. E ele não se interessa apenas em dar opinião. Está sempre bem informado e gosta de incentivar o engajamento de todos nas atividades e campanhas promovidas pela escola. “Ele é antenadíssimo”, diz a diretora Adriana Célia Queiroz Braga. Para manter os alunos cientes de tudo o que acontece, criou até o Jornal Zélia Braune: uma página do Facebook feita com a ajuda da também articulada colega do 8º ano, Camile Vitória Pinheiro, que produziu a logomarca e cuida da parte de imagens do informativo.

Com tanta iniciativa e participação, ele e Camile, junto com Júlia Alves e Ana Carolina da Silva, se juntaram para concorrer à diretoria do grêmio estudantil da escola. Formaram a chapa POP – abreviatura de Pensar, Opinar e Progredir – e, segundo a diretora, disputaram a eleição junto com outras sete concorrentes. Ganharam de lavada: 507 votos de um total de pouco mais de 800 votantes.

ZB POP2
Componentes da chapa POP vestidos com camiseta de propaganda, que teve arte produzida por Camile Pinheiro (à direita). Foto Alberto Jacob Filho, 2018, MultiRio

Camile, que fez a arte da camiseta da campanha eleitoral da POP, explica o motivo do nome da chapa: “É porque, primeiro, precisamos refletir para ter ideias, depois, temos que ouvir as opiniões dos colegas sobre aquilo que pensamos. A partir daí, podemos avançar”. “Não fazemos nada sozinhos”, completa Kauan, deixando claro que democracia e cooperação são conceitos que estão na ponta da língua deles.

SOS MultiRio

Além do Jornal Zélia Braune, mantido no Facebook, os componentes do grêmio estudantil abriram um grupo no Whatsapp e ainda pensam em criar um vlog e um canal no YouTube. Também não dispensam o velho e bom cartaz feito à mão para garantir a disseminação da informação. Alguns professores tornaram-se, inclusive, fregueses dos “serviços” oferecidos, pois pedem que divulguem o calendário das provas, os conteúdos a serem estudados... Um deles, explica Camile, até prometeu repassar para eles o blog da escola, desativado há alguns anos.

Mas Kauan não está satisfeito. Ele quer mais. “A diretora sugeriu que criássemos uma pauta para cobrir a Feira de Ciências da escola. Só que não sabemos como fazer isso. Também gostaríamos de aprender a escrever textos mais elaborados...”, diz. “Por isso, escrevi para vocês da MultiRio. Precisamos de orientação de profissionais. Por favor, nos ajudem. Nosso objetivo é contribuir com a escola. Queremos que ela seja cada vez melhor”, pede.

ZB possegremio
Na posse do grêmio, feita durante a abertura da Feira de Ciências, os eleitos vestiam camiseta com a logomarca do Jornal Zélia Braune também produzida por Camile. Foto Alberto Jacob Filho, 2018, MultiRio

E como Kauan ficou sabendo da existência da MultiRio? Adriana, a diretora, fala de sua surpresa quando soube que ele havia mandado uma carta para a ouvidoria da Empresa. “Não sei como ele se inteirou sobre vocês. O que posso dizer é que ele é super ligado em tudo", comenta.

Mas Kauan não é apenas um adolescente conectado com os fatos e com o mundo. Também é um adolescente de iniciativa. Certo dia, pesquisando na internet sobre bullying, um problema recorrente entre os alunos da escola, se deparou com um vídeo da MultiRio, da série #Educa, postado no Facebook. Decidiu conhecer o portal da empresa e descobriu não só os vários tipos de produtos disponíveis, mas também que era uma instituição vinculada à Secretaria Municipal de Educação (SME). Teve, então, a ideia de enviar um e-mail para a ouvidoria, solicitando apoio para melhorar o Jornal Zélia Braune.

Diante da iniciativa e disposição dos integrantes do grêmio, a diretora explicou que estava pensando em criar uma rádio e dar a eles responsabilidades no projeto. “Como, no ano passado, começamos a desenvolver um trabalho voltado ao protagonismo juvenil, creio que seria interessante”, disse. Quando soube da ideia, Kauan não titubeou em solicitar novo apoio à MultiRio: o de instalar os equipamentos (a escola já os tem). E ainda informou que a rádio já foi batizada de JZB!

ZB MultiRio
Funcionários da MultiRio ao lado dos alunos do grêmio. Foto Alberto Jacob Filho, 2018, MultiRio

Perspectivas

Os e-mails enviados por Kauan foram analisados pela MultiRio, que, após mandar uma equipe para conhecer os alunos e a escola, estuda maneiras de apoiar a iniciativa. Uma das ideias é promover algumas visitas dos estudantes à Empresa, para que, a partir do encontro e das trocas de experiências com profissionais, eles possam se apropriar das linguagens e das especificidades das diferentes mídias. Além disso, analisa formas de promover a aproximação e o intercâmbio entre as unidades da Rede Municipal que têm projetos de mídia, a exemplo da E.M. Finlândia (7ª CRE), que mantém um canal no YouTube com vídeos de interesse pedagógico produzidos pelos alunos.

“O contato feito por Kauan produziu várias reflexões na Empresa”, explicou Simone Monteiro de Araujo, da Assessoria de Integração. Até porque, conforme o Decreto nº 25.292, de 2005, promover práticas e projetos com participação de alunos e professores é uma das múltiplas funções da MultiRio. “O que esperamos, agora, é que outros protagonistas juvenis de nossa Rede Municipal ocupem seus espaços”, disse a assessora.

Relacionados
Mais Recentes